quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Esperança


Sonhar... Esperança vazia
A dor ... Esperança eterna
Amor... Esperança e magia
Saudades... Esperança terna.
Nessa esperança fico
Por hora, dia, cismar
Em meu pensamento fabrico
Seu retrato, em mim ficar.
Quero tirá-la não consigo
Sua sombra vejo brilhar, qual cetim
A estender-se e dar-me abrigo
Louco fico pensar, ser meu fim.
O sonho não é mais vazio
A dor no peito sempiterna
Amor, um sol de estio
Saudades, um viver frio hiberna.

Um comentário:

qvale4 disse...

muy bueno el blog, saludos desde argentina